Causas da Candidíase

Em primeiro lugar é importante perceber que todos temos o fungo candida albicans. É um micro-organismo naturalmente presente no nosso intestino, que faz parte do sistema equilibrado que nos ajuda a digerir os alimentos e nos mantém saudáveis.

Quando falamos de candidíase, referimo-nos ao crescimento excessivo do candida albicans. Se o candida não é algo que “apanhamos” como um vírus, então quais são as razões que causam o crescimento excessivo do fungo?

A candidíase foi reconhecida recentemente pela comunidade médica, por isso a investigação e estudos sobre a doença são limitados. Apesar disso o consenso é estar relacionada com alguns fatores médicos e de estilo de vida.

Vamos agora falar das principais causas da candidíase.

Candidíase e Antibióticos

A causa mais frequente da candidíase são os antibióticos. Um ciclo de antibióticos mata as bactérias malignas como é o seu objetivo, mas também destrói as bactérias benéficas que vivem no intestino. Isto deixa o corpo sem defesas contra bactérias e fungos perigosos, tal como a levedura de crescimento rápida candida albicans. Nestas condições o fungo domina rapidamente o intestino delgado e causa problemas.

É claro que existem situações que você precisa tomar antibióticos, mas a verdade é que os médicos os prescrevem para muitos problemas de saúde sem necessidade, como para constipações ou dores de garganta. Deve certificar-se que não existe um tratamento alternativo para a sua condição, e se for necessário tomar os antibióticos deve tomar um suplemento pró-biótico durante e depois do ciclo para repopular o intestino com bactérias saudáveis.

Comprar alimentos biológicos ajuda a reduzir a exposição a antibióticos. São utilizados muitos antibióticos na produção animais para carne (vaca, porco, frango, etc). Manadas de gado são alimentadas com antibióticos para manter as taxas de mortalidade baixas e os lucros altos. Alguns destes antibióticos vão parar ao seu prato na forma de carne ou leite. Isto se tornou tão comum que na União Europeia foi banida a importação de carne criada desta forma.

Existem alguns antibióticos, como a Nistatina, que foram desenvolvidos para atacar a candidíase. Estes antibióticos são adequados para quem sofre de candidíase e não destroem as bactérias boas do seu intestino.

Candidíase e a Sua Dieta

A dieta moderna é um banquete para o Candida Albicans. Este fungo é uma levedura que precisa de açúcar para se multiplicar e crescer. Isso inclui o açúcar, alimentos que contém açúcar e tudo o que se pode converter em açúcar. Carboidratos refinados encontrados em alimentos feitos com farinha, outros cereais refinados e álcool são os maiores contribuintes para o crescimento do candida.

Um sistema imunológico saudável consegue manter o candida controlado. Apesar disso, uma alimentação com muito açúcar enfraquece o sistema imunológico, tornando-o vulnerável e permitindo a o desenvolvimento da candidíase. Alimentos com bolores e fermento também devem ser evitados, pois podem agravar os sintomas da candidíase. Isto inclui alguns vegetais, condimentos, molhos, café, chá e alimentos embalados e processados.

Candidíase e a Pílula Anticoncepcional

A pílula anticoncepcional é a causa de muitos ataques de candidíase. O estômago é um órgão delicado que contém uma mistura equilibrada de micro-organismos e leveduras que ajudam na digestão dos alimentos. Esta flora depende do equilíbrio das substancias químicas que os ajudam a sobreviver, mas este equilíbrio pode ser alterado com as mudanças hormonais da pílula.

Quando este equilíbrio é alterado a pílula abre a porta para a candidíase. O estrogênio, um ingrediente da pílula, promove o crescimento de leveduras. Se você precisa de provas de como isto acontece, veja a quantidade de mulheres que tem infecções urinárias e fungais enquanto tomam a pílula.

Outro contraceptivo que pode causar candidíase é o DUI de cobre. Tal como o estrogênio, o cobre aumenta o desenvolvimento de fungos. Deve tomar estes problemas em conta quando escolhe o seu método contraceptivo.

Candidíase e o Estresse

O estresse afeta o organismo de duas formas que podem levar à candidíase. Uma das primeiras respostas do organismo a uma situação estressante é a libertação de cortisona, um hormônio que deprime o sistema imunológico e aumenta o açúcar no sangue.

O fungo do candinda alimenta-se do açúcar adicional, enquanto o sistema imunológico tem menos força para o combater. O cândida albicans multiplica-se e o equilíbrio de micro-organismos no intestino delgado fica desregulado.

Amálgamas com Mercúrio

Os amálgamas de prata contêm pelo menos 50% de mercúrio – o mercúrio é venenoso para o nosso organismo. As partículas e o vapor do mercúrio são continuamente libertadas para no seu organismo quando mastiga ou lava os dentes.

O mercúrio enfraquece gravemente o sistema imunológico e pode ser a causa de muitos problemas de saúde. Um dos problemas é a candidíase. O mercúrio que escapa dos amálgamas destrói as bactérias amigáveis dos seus intestinos, dando a oportunidade do cândida albicans se desenvolver excessivamente.

Não existe uma quantidade segura de mercúrio que pode ter no corpo, por isso é má ideia tê-lo na sua boca. Se você tem condições financeiras, tome conta da sua saúde e substituía os seus amálgamas.

Candidíase e a Diabetes

A candidíase é uma das muitas doenças que a diabetes pode facilitar, além disso, as mulheres diabéticas têm mais susceptibilidade para ter infecções fungais.

Um nível elevado de açúcar no sangue alimenta o cândida albicans, facilitando a sua multiplicação e o domínio de outros micro-organismos dos seus intestinos.

Vermes e Parasitas

Vermes e parasitas podem entrar no sistema intestinal, causando problemas à flora intestinal saudável – dando oportunidade para a proliferação da candidíase. Estes parasitas são comuns em muitas partes do mundo. A ironia é que desparasitamos regularmente os nossos animais de estimação, mas raramente consideramos que nós podemos ter vermes ou parasitas.

Fontes de Vermes e Parasitas

Os parasitas podem ser encontrados em água contaminada, especialmente em países menos desenvolvidos. Não deve beber água canalizada, de fontes, riachos ou lagos.

A popularidade do sushi, ceviche, bife tártaro e hamburguesas média ou mal passadas aumentaram a infestação de vermes em humanos. Deve sempre comer a sua carne e peixe bem passados.

Os animais de estimação também podem pegar os vermes, por isso deve-os desparatizar regularmente e não partilhar comida com eles! Tente lavar as mãos depois de mexer neles.

Sintomas de Vermes e Parasitas

  • Fome constante
  • Comichão no recto
  • Inchaço
  • Fadiga
  • Diarreia
  • Mau hálito
  • Inquietação durante a noite

Tratamento de Vermes e Parasitas

Se você suspeita que tenha parasitas ou o seu médico confirmou a sua existência, existem muitos remédios naturais para fazer uma limpeza ao intestino. O consumo regular de alimentos antiparasíticos também ajuda; alimentos como o alho, sementes de abóbora, vinagre de maçã, algas marinhas e iogurte ajudam muito para manter a flora intestinal equilibrada.

Comentários

  1. Fernanda fernandes diz

    Adorei, a forma de abordar o problema tao dificil de ser curado, obrigado.

  2. Sheila diz

    Adorei a entrevista, me esclareceu muita coisa e vou até colocar nos meus favoritos agora.

  3. Claudene diz

    Não me canso de ler a respeito de cândida. Quanto mais leio, mais vejo o quanto as informações são preciosas para termos nossa saúde preservada. Fico indignada quando percebo o despreparo dos próprios profissionais, que muitas vezes, nos deixa reféns do desconforto e dor desse mal. Isso é apavorante.

    Parabéns pela matéria. Acho que a escola, que sempre está comprometida com a família e sociedade, mesmo sem muito apoio, seria a melhor parceira na divulgação mais assídua dos problemas básicos da população e principalmente da mulher, que é o alvo certeiro da cândida albicans.

    A boa alimentação, higiene certa e males da vida moderna são assuntos para serem aprendidos todos os dias.

  4. Leila diz

    Pensava que essa doença era só vaginal, não sabia que ela estava no corpo todo.

  5. Maria Abadia Veloso diz

    Adorei tudo que li aqui. Me esclareceu muitas duvidas dos ultimos meses. Tenho sofrido muito com cândida albicans, isso incomoda demais.

  6. Lenise diz

    Adorei a forma de abordar o problema tão dificil de ser curado, nossa parabens. Esse autor é divino, sabe abordar o tema. Por favor queria que me esclarece sobre a herpes genital. Obrigado.

  7. Bruno diz

    Boas… foi me diagnosticado parasitas intestinais (enteromonas hominis) e estou assim há 8 meses mas já estou no fim do tratamento. Apesar disso ainda tenho alguns sintomas que me estão a deixar preocupado… Como distensão abdominal, lingua branca e algumas dores lombares… Alguem me pode ajudar?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>