Em primeiro lugar é importante perceber que todos temos o fungo candida albicans. É um micro-organismo naturalmente presente no nosso intestino, que faz parte do sistema equilibrado que nos ajuda a digerir os alimentos e nos mantém saudáveis.

Quando falamos de candidíase, referimo-nos ao crescimento excessivo do candida albicans. Se o candida não é algo que “apanhamos” como um vírus, então quais são as razões que causam o crescimento excessivo do fungo?

A candidíase foi reconhecida recentemente pela comunidade médica, por isso a investigação e estudos sobre a doença são limitados. Apesar disso o consenso é estar relacionada com alguns fatores médicos e de estilo de vida.

Vamos agora falar das principais causas da candidíase.

Candidíase e Antibióticos

A causa mais frequente da candidíase são os antibióticos. Um ciclo de antibióticos mata as bactérias malignas como é o seu objetivo, mas também destrói as bactérias benéficas que vivem no intestino. Isto deixa o corpo sem defesas contra bactérias e fungos perigosos, tal como a levedura de crescimento rápida candida albicans. Nestas condições o fungo domina rapidamente o intestino delgado e causa problemas.

É claro que existem situações que você precisa tomar antibióticos, mas a verdade é que os médicos os prescrevem para muitos problemas de saúde sem necessidade, como para constipações ou dores de garganta. Deve certificar-se que não existe um tratamento alternativo para a sua condição, e se for necessário tomar os antibióticos deve tomar um suplemento pró-biótico durante e depois do ciclo para repopular o intestino com bactérias saudáveis.

Comprar alimentos biológicos ajuda a reduzir a exposição a antibióticos. São utilizados muitos antibióticos na produção animais para carne (vaca, porco, frango, etc). Manadas de gado são alimentadas com antibióticos para manter as taxas de mortalidade baixas e os lucros altos. Alguns destes antibióticos vão parar ao seu prato na forma de carne ou leite. Isto se tornou tão comum que na União Europeia foi banida a importação de carne criada desta forma.

Existem alguns antibióticos, como a Nistatina, que foram desenvolvidos para atacar a candidíase. Estes antibióticos são adequados para quem sofre de candidíase e não destroem as bactérias boas do seu intestino.

Candidíase e a Sua Dieta

A dieta moderna é um banquete para o Candida Albicans. Este fungo é uma levedura que precisa de açúcar para se multiplicar e crescer. Isso inclui o açúcar, alimentos que contém açúcar e tudo o que se pode converter em açúcar. Carboidratos refinados encontrados em alimentos feitos com farinha, outros cereais refinados e álcool são os maiores contribuintes para o crescimento do candida.

Um sistema imunológico saudável consegue manter o candida controlado. Apesar disso, uma alimentação com muito açúcar enfraquece o sistema imunológico, tornando-o vulnerável e permitindo a o desenvolvimento da candidíase. Alimentos com bolores e fermento também devem ser evitados, pois podem agravar os sintomas da candidíase. Isto inclui alguns vegetais, condimentos, molhos, café, chá e alimentos embalados e processados.

Candidíase e a Pílula Anticoncepcional

A pílula anticoncepcional é a causa de muitos ataques de candidíase. O estômago é um órgão delicado que contém uma mistura equilibrada de micro-organismos e leveduras que ajudam na digestão dos alimentos. Esta flora depende do equilíbrio das substancias químicas que os ajudam a sobreviver, mas este equilíbrio pode ser alterado com as mudanças hormonais da pílula.

Quando este equilíbrio é alterado a pílula abre a porta para a candidíase. O estrogênio, um ingrediente da pílula, promove o crescimento de leveduras. Se você precisa de provas de como isto acontece, veja a quantidade de mulheres que tem infecções urinárias e fungais enquanto tomam a pílula.

Outro contraceptivo que pode causar candidíase é o DUI de cobre. Tal como o estrogênio, o cobre aumenta o desenvolvimento de fungos. Deve tomar estes problemas em conta quando escolhe o seu método contraceptivo.

Candidíase e o Estresse

O estresse afeta o organismo de duas formas que podem levar à candidíase. Uma das primeiras respostas do organismo a uma situação estressante é a libertação de cortisona, um hormônio que deprime o sistema imunológico e aumenta o açúcar no sangue.

O fungo do candinda alimenta-se do açúcar adicional, enquanto o sistema imunológico tem menos força para o combater. O cândida albicans multiplica-se e o equilíbrio de micro-organismos no intestino delgado fica desregulado.

Amálgamas com Mercúrio

Os amálgamas de prata contêm pelo menos 50% de mercúrio – o mercúrio é venenoso para o nosso organismo. As partículas e o vapor do mercúrio são continuamente libertadas para no seu organismo quando mastiga ou lava os dentes.

O mercúrio enfraquece gravemente o sistema imunológico e pode ser a causa de muitos problemas de saúde. Um dos problemas é a candidíase. O mercúrio que escapa dos amálgamas destrói as bactérias amigáveis dos seus intestinos, dando a oportunidade do cândida albicans se desenvolver excessivamente.

Não existe uma quantidade segura de mercúrio que pode ter no corpo, por isso é má ideia tê-lo na sua boca. Se você tem condições financeiras, tome conta da sua saúde e substituía os seus amálgamas.

Candidíase e a Diabetes

A candidíase é uma das muitas doenças que a diabetes pode facilitar, além disso, as mulheres diabéticas têm mais susceptibilidade para ter infecções fungais.

Um nível elevado de açúcar no sangue alimenta o cândida albicans, facilitando a sua multiplicação e o domínio de outros micro-organismos dos seus intestinos.

Vermes e Parasitas

Vermes e parasitas podem entrar no sistema intestinal, causando problemas à flora intestinal saudável – dando oportunidade para a proliferação da candidíase. Estes parasitas são comuns em muitas partes do mundo. A ironia é que desparasitamos regularmente os nossos animais de estimação, mas raramente consideramos que nós podemos ter vermes ou parasitas.

Fontes de Vermes e Parasitas

Os parasitas podem ser encontrados em água contaminada, especialmente em países menos desenvolvidos. Não deve beber água canalizada, de fontes, riachos ou lagos.

A popularidade do sushi, ceviche, bife tártaro e hamburguesas média ou mal passadas aumentaram a infestação de vermes em humanos. Deve sempre comer a sua carne e peixe bem passados.

Os animais de estimação também podem pegar os vermes, por isso deve-os desparatizar regularmente e não partilhar comida com eles! Tente lavar as mãos depois de mexer neles.

Sintomas de Vermes e Parasitas

  • Fome constante
  • Comichão no recto
  • Inchaço
  • Fadiga
  • Diarreia
  • Mau hálito
  • Inquietação durante a noite

Tratamento de Vermes e Parasitas

Se você suspeita que tenha parasitas ou o seu médico confirmou a sua existência, existem muitos remédios naturais para fazer uma limpeza ao intestino. O consumo regular de alimentos antiparasíticos também ajuda; alimentos como o alho, sementes de abóbora, vinagre de maçã, algas marinhas e iogurte ajudam muito para manter a flora intestinal equilibrada.

Livros para Tratamento da Candidíase
O tratamento mais eficaz combina a medicina funcional e convencional e terapias alternativas para atingir os melhores resultados. Eu quero ajudar você a criar os hábitos que eliminam as verdadeiras causas dos seus problemas de saúde crônicos. Para mais informação clique nos livros!

Comentários

  1. Fernanda fernandes diz

    Adorei, a forma de abordar o problema tao dificil de ser curado, obrigado.

  2. Sheila diz

    Adorei a entrevista, me esclareceu muita coisa e vou até colocar nos meus favoritos agora.

    • Ana Paula diz

      Abordagem excelente sobre o tema. Já estou fazendo o tratamento da candidíase com iogurte natural. Assim que terminar retorno com os resultados.

  3. Claudene diz

    Não me canso de ler a respeito de cândida. Quanto mais leio, mais vejo o quanto as informações são preciosas para termos nossa saúde preservada. Fico indignada quando percebo o despreparo dos próprios profissionais, que muitas vezes, nos deixa reféns do desconforto e dor desse mal. Isso é apavorante.

    Parabéns pela matéria. Acho que a escola, que sempre está comprometida com a família e sociedade, mesmo sem muito apoio, seria a melhor parceira na divulgação mais assídua dos problemas básicos da população e principalmente da mulher, que é o alvo certeiro da cândida albicans.

    A boa alimentação, higiene certa e males da vida moderna são assuntos para serem aprendidos todos os dias.

    • Dr. Carlos Andrade Costa diz

      Infelizmente essa informação não faz parte do programa escolar.

  4. Leila diz

    Pensava que essa doença era só vaginal, não sabia que ela estava no corpo todo.

    • Dr. Carlos Andrade Costa diz

      Tudo começa no sistema digestivo.

  5. Maria Abadia Veloso diz

    Adorei tudo que li aqui. Me esclareceu muitas dúvidas dos últimos meses. Tenho sofrido muito com cândida albicans, isso incomoda demais.

  6. Lenise diz

    Adorei a forma de abordar o problema tão dificil de ser curado, nossa parabéns. Esse autor é divino, sabe abordar o tema. Por favor queria que me esclarece sobre a herpes genital. Obrigado.

    • Dr. Carlos Andrade Costa diz

      Oi Lenise, a candidíase é um problema fácil de curar. A Dieta da Candidíase equilibra e fortalece o sistema imune e também funciona para a prevenção dos ataques de herpes.

  7. Célia diz

    Me esclareceu bastante, porque nem o meu médico me disse como aconteceu comigo. E eu estava pensando que era uma doença sexualmente transmissível. E com certeza estava olhando torto pró meu marido… Obrigada.

    • Dr. Carlos Andrade Costa diz

      Infelizmente é uma coisa muito comum e devido à falta de informação pode causar grandes discussões!

  8. Aliomar das Graças Pifano diz

    Fui diagnosticado com levedura na garganta, o que está me causando muitos transtornos como excesso de salivação, sinusite, dores lombares e distensão abdominal. Poderia me ajudar com algum tratamento?

    • Dr. Carlos Andrade Costa diz

      Cara Aliomar. Leia os meus artigos e tenho a certeza que vai melhorar a sua saúde.

  9. Feels diz

    Eu estou assim à mais de 2 anos e sinceramente perdi toda esperança… Mas vou aplicar algumas dicas aqui para ver se melhoro… Muito obrigada.

  10. Dc diz

    Sofro à mais de 4 anos com esse mal! Não tem como falar que é normal por que só quem tem sabe o quanto é ruim! É incrível como alguns médicos tratam como DST e você acaba ficando constrangida. Já troquei de profissional diversas vezes. Sempre procuro artigos, e essas dicas são preciosas! Parabéns para quem se preocupa em dar dicas e escreve, compartilha conosco o conhecimento! Alguém sabe se há tratamento para evitar a proliferação do fungo? E não apenas tratamento nas “crises”?

    • Dr. Carlos Andrade Costa diz

      Realmente é um enorme constrangimento que não faz sentido, especialmente vindo de um profissional de saúde. O tratamento mais simples e eficaz é manter o equilibrio da flora intestinal com a alimentação correta. Assim o problema não aparece mais. Quando uma paciente adapta a alimentação (e medicação que pode estar a tomar para outros problemas de saúde) as infeções de candidíase tornam-se uma coisa do passado.

  11. Daiane Duda diz

    Também sofro muito com a candidíase é até hoje nunca consegui achar o medicamento certo. As pomadas só amenizam, mais com o tempo volta. O que posso fazer Dr. Costa?

  12. Maria Elisabeth Salviati diz

    Gostei muito das recomendações, mas faltou uma muito importante. Pessoas que têm falta de ácido clorídrico frequentemente têm infecções por fungos e bactérias. Nesse caso, a maneira para resolver esse problema é tomando o ácido clorídrico ou a betaína HCL durante as refeições. O uso das enzimas pancreáticas também são muito úteis. Sem esse tratamento é impossível combater os fungos.

    • Dr. Carlos Andrade Costa diz

      As enzimas digestivas e próbióticos ajudam bastante, mas o mais importante é aprender a comer para equilibrar a flora intestinal de forma a evitar futuras infeções.

  13. Odinéia diz

    Nossa! Como essas crises de candidíase nos faz sofrer. Para aliviar o incomodo já fiz cada coisa, que nem conto. Também já cheguei a entrar em desespero, chorar horrores. Tenho percebido que depois que faço a ingestão de açúcares pioro. Isso acontece quando estou no período pré-menstrual, que não aguento e como muitos alimentos com açucar.

    • Dr. Carlos Andrade Costa diz

      Oi Odinéia. Essa situação é muito comum. É a tempestade perfeita para aparecer a candidíase.

  14. Mary diz

    Sofro muito com esse problema e tinha vergonha de expôr ao médico. Achava que era meu parceiro que me contamiva, agora sei as causas. Muito bom.

  15. Alexandra L. M. Torres diz

    Adoro ler sobre o assunto, pois pelo meno 1 vez por ano me ataca a candidíase, devido a uma bariátrica que fiz e que constantemente estou com imunidade baixa recorrente e estresse… Sofrido isso, só quem tem sabe!

  16. Tarcisio Pinheiro diz

    Comi carne de porco e piorou bastante a candidiase.

  17. Michele diz

    Boa tarde. Vai fazer um ano que sofro de candidiase e até hoje nenhuma ginecologista sabe qual é a causa da candidiase. Já tomei tanto antibiótico, mais não resolve. Será que pode ser o anticepicional?

    • Dr. Carlos Andrade Costa diz

      É possível que esteja relacionado com o anticoncepcional, mas o mais provável é ser causado por uma combinação da alimentação e da medicação.

  18. Daiane diz

    Tomo anticoncepcional Ciclo 21 há 5 meses e apresento sintomas de candidiase. Eu posso passar a candidiase para meu parceiro?

    • Dr. Carlos Andrade Costa diz

      Oi Daiane. A candidíase não é uma doença sexualmente transmissível, mas deve evitar relações sexuais durante a infeção.

  19. Christiane Doberstein Appel diz

    Tenho crises recorrentes. Se eu continuar a tomar tanto Fluconazol vou acabar com meu fígado, pois é extremamente hepetoxico. O Sr. Dr. clinica no Rio de Janeiro? Moro no Leblon.

    • Dr. Carlos Andrade Costa diz

      Tenho consultório em Espanha e Portugal, mas os meus livros estão à venda no Brasil. Realmente o problema da utilização repetida de Flucazonol não é saudável, mas é possível evitar a recorrência das crises. Veja os meus livros para um tratamento passo a passo, que inclui um guia para identificar os alimentos ou remédios que causam a candidíase recorrente. Estes livros foram escritos para os meus pacientes e são úteis para todos os pacientes que sofrem da doença.

  20. Tainan diz

    Nossa, tive picos de estresse durante semanas e ainda estou tendo. Tô no início de uma gravidez com 12 semanas e fui ao médico e durante meus exames apareceu infeção urinária. Comecei a tomar cefalexina num tratamento de 7 dias de 6 em 6 horas. Na segunda caixa desse remédio comecei à sentir os sintomas da candidíase. Corri para a internet para saber do que se tratava e já estava ficando nervosa se não tivesse lido essa matéria. Tenho herpes labial e num desses picos de estresse estourou no meu rosto, onde nunca havia acontecido. Logo depois apareceu a infeção e posteriormente à candidíase. Realmente estou com uma péssima alimentação por conta do meu estado emocional. Não tô conseguindo comer quase nada e observo aqui que tudo tá ligado à minha alimentação. Obrigada pelo artigo. Irei procurar seus livros ainda hoje.

  21. Maria diz

    Há quatro dias fiz uso do primeiro comprimido de fluconazol 150 mg. Estou utilizando a pomada Nistatina antes de dormir e estou usando também o Pyridium 100 MG para alívio da disúria. Porém não vejo melhora, apenas uma amenização da situação. Quando esqueço o remédio para disúria tudo volta novamente. Devo me preocupar ou seguir o tratamento para na próxima semana usar o outro comprimido de fluconazol? Me ajude por favor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *